Sândalo

Por Diogo Silva

Planta/Parte: Árvore/cerne interno (Fonte: Índia/Austrália)

 Nome Científico: Santalum album

Família: Santalaceae

Extração: Destilação

AROMA: Amadeirado, doce e exótico, sutil e persistente.

PROPRIEDADES: Diz-se que o sândalo é usado há mais de 4.000 anos como perfume e incenso para templos. Tem um aroma doce, amanteigado e amadeirado o que é muito sensual. É edificante e relaxante e é benéfico para todos os tipos de pele. Tradicionalmente queimado como auxiliar de meditação e muito utilizado em cerimônias religiosas. Cria uma atmosfera exótica e sensual com fama de afrodisíaco. Excelente óleo para a pele. útil para cabelos secos e danificados e como fragrância corporal.

Muito útil para o aparelho genito-urinário aliviando as cistites deve ser massajado na região dos rins onde tem ação purificante e anti-inflamatória. Suas qualidades afrodisíacas podem aliviar problemas sexuais como frigidez e impotência, talvez lidando com a ansiedade subjacente. A sua ação antiespasmódica e tônica no organismo deve favorecer o relaxamento e a sensação de bem-estar. Já foi usado para aliviar doenças sexualmente transmissíveis e pode muito bem ter uma ação de limpeza nos órgãos sexuais. Pode ser útil na promoção de secreções vaginais. Também é útil com infecções no peito, dores de garganta e tosse seca que acompanham bronquite e infecções pulmonares. Muito relaxante ajuda a dormir quando as condições catarrais estão presentes. Ajuda a estimular o sistema imunológico e manter a infecção sob controle. Também pode tratar azia (uma sensação de queimação logo abaixo da caixa torácica) e pode ser útil para a diarreia devido às suas propriedades adstringentes.

COMPONENTES QUÍMICOS: Santalols, Fusanols, Forneol, Santalone.

PRECAUÇÕES: Aroma persistente, muitas vezes persiste nas roupas depois de lavadas. Suas qualidades afrodisíacas são bem conhecidas e devem ser usadas com cautela!

MISTURAS: Manjericão, Benjoim, Pimenta Preta, Cipreste, Gerânio, Jasmim, Lavanda, Limão, Mirra, Neroli, Palmarosa, Rosa, Vetiver e Ylang Ylang.

Digestivo: estimula a produção de sucos gástricos (carminativos), relaxa os músculos digestivos. usado para tratar diarreia, náuseas, cólicas, gastrite.

Genito-Urinário: estimula a produção de urina (diurético). anti-séptico, usado para tratar infecções genito-urinárias. especialmente as crônicas. Usado para tratar gonorreia; é mais um remédio masculino, mas também pode ser usado para leucorréia.

Músculos/Articulações: relaxa os músculos.

Respiratório: antiespasmódico, antisséptico, ajuda a expelir muco, usado para tratar bronquite, catarro, tosse, laringite, dor de garganta.

Pele/Cabelo: antisséptico, adstringente, anti-inflamatório, levemente analgésico, estimula a regeneração celular e auxilia na cicatrização de feridas e cicatrizes. usado para tratar acne e rugas. hidratante, perfeito para pele seca (mas pode ser usado para todos os tipos de pele).

Emoções/Mente: sedativo e tônico, usado para tensão nervosa, estresse, ansiedade e depressão. subjuga a agressividade e a irritabilidade, promove a compaixão e a abertura, limpa os processos de pensamento, promove a consciência – não é de admirar que tenha sido usado como auxílio à meditação por séculos! de acordo com um amigo, ajuda a tornar os sonhos mais vívidos. na índia dizia-se que promovia o despertar da kundalini.

Outros: afrodisíaco. usado para dores de ouvido.

O sândalo é uma pequena árvore perene, que obtém sua nutrição anexando ventosas às raízes de outras árvores. A variedade Santalum album cresce na Índia e em várias ilhas do Oceano Índico, sendo a melhor qualidade encontrada na província de Mysore. Santalum spicatum cresce na Austrália e produz um óleo um pouco inferior. As árvores são de crescimento muito lento, e apenas árvores muito maduras, que estão chegando ao fim de sua vida, são cortadas. Os troncos são deixados nas florestas até que a madeira externa seja comida pelas formigas, e apenas o cerne, que os insetos não atacam, é usado para construção, fabricação de móveis, incenso e extração de óleo essencial por vapor destilação.

O óleo contém santalol, fusanol, ácido santalic, ácido terasantálico e carbetos, e varia de amarelado a marrom escuro. É extremamente espesso e viscoso, e o odor, embora não inicialmente forte. O sândalo é usado na Índia há muitos séculos, tanto na medicina tradicional Ayurveda, quanto como perfume e incenso. Seu uso medicinal mais importante é como um antisséptico urinário . É utilizado há pelo menos dois mil e quinhentos anos para o tratamento de diversas infecções do trato urinário, como a cistite. Tem sido tradicionalmente usado para tratar a gonorreia, mas seria irresponsável e ilegal para um aromaterapeuta sem formação médica usá-lo neste contexto, a menos que também fosse solicitado aconselhamento e tratamento médico.

Sândalo também é um antisséptico pulmonar muito bom, e eu o achei bom principalmente para pele seca e madura.

Compartilhar
Comentar